Badesc registra lucro de R$ 44,5 milhões em 2019

março 6, 2020 0 By Jaqueline Bassetto

Para este ano, a Agência de Fomento projeta aumento na carteira com novas fontes de recursos e investimento de R$ 400 milhões em operações de crédito

Presidente Eduardo Machado

A Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc) registrou lucro líquido de R$ 44,5 milhões em 2019, crescimento de 51,2 % em relação ao ano anterior. O resultado é o maior dos últimos 10 anos e, além da gestão técnica, o bom volume das operações e liberações de crédito, a redução de despesas administrativas em 25% e a recuperação de crédito, influenciaram o aumento da receita. O Patrimônio Líquido da instituição registrou crescimento de 7,8%, o maior dos últimos quatro anos.

Para o presidente do Badesc, Eduardo Machado, os números refletem as mudanças realizadas no decorrer de 2019 e a melhoria na eficiência dos processos. “Adotamos medidas para reduzir custos e dar mais equilíbrio às contas. Desta forma, fizemos mudanças de grande impacto na área administrativa, retomamos o crescimento da nossa carteira de crédito em 8,3% e alteramos radicalmente nosso modelo de negócios indo ao encontro do cliente”, explica Machado.

Em 2019, o valor total de operações privadas contratadas foi o maior dos últimos quatro anos, totalizaram R$ 132,6 milhões. No setor público, foram contratados pelo Programa Badesc Cidades R$ 108,5 milhões em contratos para 53 municípios. “Nossa missão é fomentar o desenvolvimento do Estado, apoiar o empreendedor para que possa ser mais competitivo no mercado e criar um ciclo virtuoso em seu negócio. O mesmo se aplica aos municípios”, enfatiza o presidente.

Ainda em 2019, o Badesc teve uma importante conquista: a atribuição de notas de crédito pela FitchRatings, agência de classificação de risco.  “Essa foi a primeira vez que recebemos a avaliação. O rating é pré-requisito para o acesso de recursos internacionais, manutenção e aumento de recursos junto às fontes nacionais. Em função disso, temos boas perspectivas para 2020”, avalia o presidente, Eduardo Machado.

Oportunidades

Para este ano, segundo Machado, o Badesc trabalha para operar nova linha de crédito voltada à agricultura familiar de produção orgânica, construída com parcerias estratégicas. Além disso, a instituição busca captação de R$ 200 milhões em novas fontes de funding destinados às linhas de crédito e no investimento de R$ 200 milhões em operações de crédito para o setor privado, com foco prioritário em micro, pequena e média empresas, microcrédito. Também há recursos previstos para o turismo, apoio financeiro à projetos de inovação, ampliação da capacidade produtiva e geração de empregos.

A Agência também projeta o investimento de até R$ 140 milhões em operações de crédito destinados ao setor público, para apoiar o desenvolvimento dos municípios catarinenses e consequentemente, o desenvolvimento regional e estadual.